Olhar de Jano

 

 

 
Marta Morais da Costa
o dia a alvorecer
o botão pendente do galho
o vento da manhã a acariciar a floresta
o ventre da mulher grávida
a primeira página do caderno novo
a escavação dos alicerces da casa
janeiro na agenda ainda em branco
o tecido, a tesoura, o molde
o primeiro dia do primeiro emprego
o livro virgem aos olhos experientes
os preparativos para as férias
da janela ver chegar o bem-querer
os passeios  a cavalo na Lua
deslizar pelo arco-íris e pelos anéis de Saturno
a paz na minha aldeia

 

realidades e delírios de começos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s