BEIJA-FLOR EM SETE ATOS

Marta Morais da Costa

Foto por Pixabay em Pexels.com

“The blackbird is envolved

                                                                             in what I know”

Wallace Stevens

I

Na luz da manhã

escurecem a rosada flor

as pétalas alucinantes

de um beija-flor.

II

À sombra de pétalas perfumadas

dança eletrizante a folha movente

e minúscula.

III

O ar parado da tarde

freme e treme

na visita frenética

de asas mínimas.

IV

Você e eu unos

a mirar em conúbio

a corte ritmada

e sutil à flor de romã.

À espera sem tempo

do voo mínimo e bailarino

em direção à noiva-flor.

V

Ao pisar o gramado distraída

afugento o etéreo sedutor

surpreendido em beijo delicado.

VI

Cultivo camarões como iscas

(pesco formigas aranhas mosquitos).

Em voos rasantes ri vitorioso

em brilhos e bailados

o beija-flor livre

a fugir da colorida trapaça.

VII

Fracassa o poeta

em versos pesados e aprisionados

imperfeitos laços

de prender esquivos beija-flores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s