Quarentena 3

“Eu canto porque o instante existe”

na voz de Cecília, a que não mais vê,

mas continua a cantar.

Canto porque temo,

temo porque vejo

a derrocada ao redor.

Canto porque sucumbem

o decoro vetusto,

a ansiada harmonia,

o áureo respeito.

Canto porque inacessível

está o toque, o abraço,

a troca afetuosa

de gestos que acolhem.

Canto porque, no silêncio

da solidão, a palavra

explode incontrolável.

Canto porque a noite

ainda não se fez fatal.

Um comentário sobre “Quarentena 3

Deixe uma resposta para Maria de Fatima Paul Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s